Notícias

Tag: Comissão de Uroginecologia e Cirurgia Vaginal

Fístula Vesicovaginal

A fístula vesicovaginal é uma comunicação anormal entre a bexiga e a vagina levando a uma perda contínua de urina através do canal vaginal. Considerada como uma condição sem esperança nos primórdios da humanidade, somente em 1675, na Suíça, que Johann Fatio realizou o ...

Tarepia celular e incontinência urinária

A incontinência urinária (IU) afeta mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo (Norton, Brubaker, 2006). Incontinência urinária de esforço (IUE) é o tipo mais comum em mulheres, sendo responsável por aproximadamente metade dos casos de IU, com a maioria dos estudos reportando prevalê...

Bexiga Neurogênica

A disfunção neurogênica do trato urinário baixo, conhecida como bexiga neurogênica (BN), engloba as disfunções vesico-esfinterianas que acometem  portadores de doenças neurológicas centrais e periféricas1,2.             A função do trato urinário baixo é determinada pelo ciclo miccional de armazenamento sob baixas pressõ...

Incontinência urinária e o tratamento farmacológico não hormonal.

Inibidores seletivos da recaptação de serotonina e noradrenalina         Dentre os representantes dos inibidores da recaptação da serotonina e da noradrenalina, a duloxetina foi utilizada principalmente para o tratamento de mulheres com incontinência urinária de esforço (IUE). O mecanismo de ação refere-se à maior disponibilidade destes ...

Pessários Vaginais e Prolapaso de Órgãos Pélvicos.

O Prolapso de Órgão Pélvicos (POP) é uma condição frequente, que afeta 15% a 30% das mulheres com mais de 50 anos. Acredita-se que até os 80 anos, aproximadamente 11% das mulheres necessitarão cirurgia em decorrência desta condição(1). A taxa de operação por recidiva é alta, o que evidência ...

Infecção Urinária de Repetição na Mulher - Aspectos Gerais

Rafael Mendes Moroni1,2; Luiz Gustavo Oliveira Brito31 Professor Assistente da Disciplina de Ginecologia e Obstetrícia – Universidade Estadual do Oeste do Paraná2 Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ginecologia e Obstetrícia; Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo3 Professor Doutor do Departamento ...

Terapia hormonal nas disfunções do assoalho pélvico. Por que? Quando?

Marair Gracio Ferreira Sartori Professora Associada Livre-Docente do Departamento de Ginecologia da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo         Vários sintomas urogenitais podem surgir ou se agravar na pós-menopausa. A terapia hormonal poderia atuar nos distúrbios de assoalho pélvico, como incontinência uriná...