Notícias

Highlights do CBGO no portal de FEBRASGO

Segunda, 01 Outubro 2018 17:06

Estão disponíveis no portal www.febrasgo.org.br os highlights do 57° Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia. A ideia é democratizar informações relevantes à boa prática de especialidade, sempre com foco em um atendimento de saúde de bom nível às mulheres.

Um dos destaques é de autoria de Marco Aurélio Albernaz, coordenador da Secção de Ensino e Pesquisa do Hospital Materno Infantil de Goiânia, GO. Leva o tema Terapia hormonal no climatério: quando e como iniciar. Albernaz ressalta a importância da reposição e como escolher o tipo ideal cada caso.

Classificação e diagnóstico de SOP na mulher adulta e na adolescente é o mote do texto de Gustavo Arantes Rosa Maciel, professor associado da disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). A doença afeta entre 5 e 15% das mulheres em idade reprodutiva e é caracterizada pelo hiperandrogenismo.

A ginecologista Maria Celeste Osório Wender, professora titular do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), assina o highlights sobre Terapia Hormonal e risco de câncer de mama.

A médica ultrassonografista da Maternidade do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Rejane Maria Ferlin, escreve sobre Identificação de fatores de risco: arma importante na prevenção da prematuridade, que corresponde de 7% a 12% dos partos e a 70% dos óbitos neonatais.

Já o professor Eduardo Borges da Fonseca, do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), faz exposição de três assuntos: Progesterona e prevenção do parto prematura em gemelares; Avaliação do colo do útero na identificação de risco para parto prematuro; e Papel da progesterona na prevenção da prematuridade, temas que trouxeram a progesterona para a prevenção da prematuridade.

Atrofia vulvovaginal é objeto do destaque de Eliana Aguiar Petri Nahas, professora adjunta da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Definida como conjunto de sintomas e sinais associados à redução dos estrogênios nos tecidos da vulva, vagina e bexiga, a síndrome pode ser tratada com estrogênios vaginais, resultando em eficácia em 90% dos casos.

Confira todos os temas disponíveis no portal

 

Classificação e diagnóstico de SOP na mulher

adulta e na adolescente

Gustavo Arantes Rosa Maciel

Identificação dos fatores de risco: arma importante

na prevenção da prematuridade

Rejane Maria Ferlin

Atrofia vulvovaginal

Eliana Aguiar Petri Nahas

Terapia hormonal no climatério: Quando e como iniciar

Marco Aurélio Albernaz

O papel da progesterona na prevenção da prematuridade

Eduardo Borges da Fonseca

Terapia Hormonal e risco de câncer de mama

Maria Celeste Osorio Wender

Avaliação do colo do útero na identificação

de risco para parto prematuro

Eduardo Borges da Fonseca

Progesterona e prevenção do parto

prematuro em gemelares

Eduardo Borges da Fonseca


Deixe um comentário

Mais sobre o assunto

Posição da FEBRASGO sobre o Tratamento de "Modulação Hormonal" para o Antienvelhecimento

Posição da FEBRASGO sobre o Tratamento de "Modulação Hormonal" para o Antienvelhecimento

A FEBRASGO, através da sua Comissão Nacional Especializada (...
Prêmio Nobel da Paz vai para ativista yazidi e médico congolês

Prêmio Nobel da Paz vai para ativista yazidi e médico congolês

O Prêmio Nobel da Paz de 2018 foi concedido hoje (5) ...
Acesso para celebrar a vida

Acesso para celebrar a vida

Caro Colega Ginecologista O movimento conhecido como “Outubro Rosa” teve ...
Urgências e Emergências em Ginecologia e Obstetrícia

Urgências e Emergências em Ginecologia e Obstetrícia

Urgências e Emergências em Ginecologia e Obstetrícia é ...