Notícias

FEBRASGO envia sugestões para rol de procedimentos a ANS

Terça, 04 Setembro 2018 17:13

Os ginecologistas e obstetras associados tiveram a oportunidade de enviar a FEBRASGO sugestões de procedimentos para eventual inclusão no rol da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), durante o mês de julho. Ao todo, foram recebidas 42 proposituras, das quais seis apresentavam viabilidade técnica.

A FEBRASGO organizou a todas, conforme as exigências legais, encaminhando-as à ANS. O objetivo é tornar a cobertura obrigatória pelos planos de saúde para livre acesso dos pacientes.

Anualmente a Agência abre consulta pública para que médicos, usuários e demais interessados opinem sobre o que os planos de saúde devem incluir no rol. Em recente atualização, foram incluídas consultas com psicólogos e fonoaudiólogos.

“Em razão da urgência, no ano passado também foi englobado um elenco de procedimentos para o tratamento do zika vírus”, lembra o ginecologista Carlos Henrique Mascarenhas da Silva, membro da Comissão de Defesa Profissional e presidente da SOGIMIG (Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais).

Ele ressalta a importância da participação da FEBRASGO, ouvindo os associados.

“As sugestões escolhidas vêm de propostas democráticas, de necessidades para o dia a dia da assistência adequada à mulher. Não são elucubrações de burocratas, mas sim itens necessários para a qualificação da saúde”.

Sobre as outras recomendações, Carlos informa que algumas devem ser encaminhadas antes para análise em diversas instituições, como a AMB (Associação Médica Brasileira).

“Recebemos sugestões falando sobre falta de médicos nas maternidades, qualidade do atendimento e pedidos de valorização profissional. Essas serão levadas às instâncias competentes”.

Entidades, médicos e até pacientes podem ainda enviar pedidos de inclusão de procedimentos para a ANS, que havia marcado o início da análise para 15 de agosto. Mas adiou a reunião para 19 de setembro.

“A ANS irá, internamente, com seus técnicos, avaliar a pertinência de colocar como obrigação para as operadoras os procedimentos sugeridos. Para nós da FEBRASGO, o importante desse processo é a valorização dos ginecologistas e obstetras, além do melhor atendimento de nossas pacientes.”


Deixe um comentário

Mais sobre o assunto

Em 20 anos, gravidez após os 35 anos cresce 65% no Brasil

Em 20 anos, gravidez após os 35 anos cresce 65% no Brasil

Casamento tardio, dedicação a estudos e carreira influenciam mudanç...
Hormônios bioidênticos na pós-menopausa

Hormônios bioidênticos na pós-menopausa

A ideia de denominar substâncias hormonais semelhantes aos produzidos ...
Mamografia faz mal?

Mamografia faz mal?

Surgem questionamentos sobre a prática médica em diferentes á...
FEBRASGO brilha na noite de entrega do I Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica

FEBRASGO brilha na noite de entrega do I Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica

Aconteceu em 5 de dezembro de 2018, a noite de premiação ...