×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 257

Tensão Pré Menstrual

Terça, 23 Maio 2017 16:49

Desconforto, inchaço, irritação, cólicas, vontade de comer doces. O conjunto de sintomas compõe a clássica Tensão Pré-Menstrual, a TPM.

Todo mês, o período que antecede a menstruação pode causar alguns incômodos físicos e emocionais. 

A TPM pode se apresentar de forma diferente em cada mulher – algumas podem, inclusive, nem sentir os efeitos dessa etapa. Porém, a grande maioria – 80% somente entre as brasileiras – sabe o quanto os sintomas desse período podem atrapalhar a rotina. 

A boa notícia é que algumas medidas podem ser tomadas para tornar a convivência com a TPM melhor: um estilo de vida saudável e, sobretudo, a alimentação balanceada podem minimizar os seus efeitos adversos e tornar seus sinais mais brandos.

Afinal, qual a explicação para a TPM? Desde o início do ciclo menstrual, que se inicia no primeiro dia de fluxo, os hormônios femininos estrogênio e progesterona têm alterações intensas nos seus níveis, chegando a picos e declínios entre o início e o fim do período. Quando a fase conhecida como TPM se aproxima, esses hormônios chegam ao nível mais baixo de produção, e toda essa “gangorra hormonal” é a responsável pelas variações de humor e sintomas físicos na mulher.

No período que antecede a menstruação, a produção de serotonina também é prejudicada. Esse neurotransmissor, conhecido também como “hormônio do bem-estar”, sofre influência direta das alterações dos hormônios sexuais e as consequências são visíveis: a mulher fica emotiva, ansiosa, impaciente e até mesmo depressiva. 

Os sinais da TPM costumam variar em cada mulher. Conheça:

Ansiedade: a mulher fica propensa à irritabilidade, tensão e dificuldade para se concentrar ou dormir.

Compulsão alimentar: quem sofre desse tipo de TPM tem o desejo por guloseimas. A explicação é a necessidade energética maior do organismo nesta fase. Além disso, o “mecanismo de recompensa” do cérebro vai buscar alimentos capazes de suprir essa necessidade da forma mais rápida, através de alimentos de alto índice glicêmico.

Depressão: as mulheres sofrem com a queda da autoestima durante esse período, também se irritam com maior facilidade, ficam pessimistas e podem até mesmo apresentar sintomas depressivos.

Inchaço: as mulheres que se enquadram nesta categoria sofrem com o inchaço acentuado e maior sensibilidade nas mamas e em diversas regiões do corpo. Isso ocorre devido à tendência à maior retenção de líquidos no período.


Mais conteúdos

Dengue na gestação aumenta o risco de mortalidade materna

Dengue na gestação aumenta o risco de mortalidade materna

Aumento do número de casos da doença levanta ...
Febrasgo cria grupo de trabalho sobre manejo da dengue na gestação

Febrasgo cria grupo de trabalho sobre manejo da dengue na gestação

Aumento do número de casos da doença levanta ...
FEBRASGO manifesta seu pesar pelo falecimento do Dr. Guilherme de Castro Rezende.

FEBRASGO manifesta seu pesar pelo falecimento do Dr. Guilherme de Castro Rezende.

A FEBRASGO manifesta seu pesar pelo falecimento do Dr. Guilherme ...
Nota de esclarecimento sobre o uso indevido da marca e chancela FEBRASGO

Nota de esclarecimento sobre o uso indevido da marca e chancela FEBRASGO

A FEBRASGO tomou conhecimento de casos relacionados ao uso indevido ...

Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Aceitar e continuar no site