Notícias

Autoexame das mamas, o autocuidado que é bem-vindo

Quinta, 29 Junho 2017 14:15
Além das visitas frequentes ao ginecologista, o autocuidado também é importante na saúde feminina. E desta vez vamos falar do autoexame nas mamas. A sua prática é positiva, mas importante que se saiba que o autoexame não é capaz de detectar vários tipos de tumores, especialmente aqueles em fase inicial, com maiores chances de cura.

Como ele pode ser feito:
Deitada - Coloque a mão direita atrás da cabeça. Deslize os dedos indicador, médio e anelar da mão esquerda suavemente em movimentos circulares por toda mama direita. Repita o movimento utilizando a mão direta para examinar a mama esquerda.
 
De pé, diante do espelho - Inspecione as mamas com os braços abaixados ao longo do corpo. Levante os braços e coloque as mãos na cabeça. Fique atenta se ocorre alguma mudança no contorno das mamas ou nos mamilos. Repita a observação, colocando as mãos na cintura e apertando-a.Observe se há qualquer alteração. Por último, esprema o mamilo de maneira delicada e veja se sai secreção. Importante que alterações na pele, no bico do seio, a presença de nódulos espessamentos e de secreções mamárias não significam necessariamente a existência de um tumor.

Assim, o médico deve ser procurado sempre que a mulher notar o aparecimento de qualquer alteração nas mamas. Segundo a recomendação do Instituto Nacional do Câncer (Inca), para obter um diagnóstico precoce de doenças da mama, a mulher precisa consultar um médico, passar por um exame clínico de mama e fazer a mamografia.

Vale lembrar que mulheres acima dos 35 anos devem manter a periodicidade dos seus exames clínicos e realizar a mamografia, seguindo a recomendação do ginecologista.

Deixe um comentário