Notícias

Cólica menstrual forte pode alertar para endometriose

Quarta, 19 Julho 2017 09:41
A endometriose é uma doença com diagnóstico demorado, principalmente porque os primeiros sintomas são encarados como algo natural para muitas mulheres: cólicas menstruais.

A cólica menstrual forte, que exige medicação e também incapacita a mulher para trabalhar e até mesmo para outras atividades no dia a dia, não pode ser aceita como normal. Atenção: menstruar com dor não deve fazer parte do universo feminino.

Na verdade, esta dor pode ser um alerta para a endometriose, doença inflamatória que ocorre quando o tecido que reveste o útero (endométrio) se implante fora dele, chegando a áreas onde não deveria crescer, como os ovários, intestino e bexiga.
Todos os meses, o endométrio, que é o tecido que reveste a parte interna do útero, se espessa para que possa receber um óvulo fecundado. Quando a mulher não engravida, esse tecido descama e é descartado na menstruação, junto com sangue. Mas, em certas situações este tecido não é totalmente eliminado, volta pelas trompas, atinge a cavidade pélvica e aí se implanta. Gera-se então a endometriose.

A falta de desconhecimento leva à demora no diagnóstico da endometriose, que pode durar anos. E o que se leva muito tempo para descobrir, terá um tratamento tardio também. Isso sem contar alterações na fertilidade que ela pode causar, se não tratada corretamente.

A endometriose pode começar na adolescência ou em jovens adultas. Em adolescentes, o diagnóstico é difícil porque muitas jovens não se queixam das dores, não vão ao ginecologista nem relatam o fato às mães.

Portanto, não aceite como normal uma cólica menstrual forte. Converse com o seu ginecologista. É muito importante que o diagnóstico seja feito o quanto antes para iniciar o tratamento.

Deixe um comentário