Fluxograma

Reanimação Fetal

REANIMAÇÃO FETAL

O QUE É

Realização de manobras com a finalidade de reverter quadro de depressão fetal, durante o trabalho de parto, enquanto se prepara para a finalização do parto, visando melhora do bem-estar fetal pós-parto

Ausculta intermitente Intraparto

Presença de repetidas desacelerações da FCF, durante a contração uterina, sem retorno à FCF basal, após o término da contração.

Carditocografia intraparto

Desaceleração da FCF prolongadas, tardias (DIPs II repetidos), ou variáveis (DIPs III ou umbilicais, profundos e duradouros), com redução da variabilidade; principalmente nos casos de HIPERESTIMULAÇÃO uterina.

DESCARTAR DPP

RETIRAR DISPOSITIVO DE LIBERAÇÃO DE INDUÇÃO

COLOCAR GESTANTE EM DLE

O₂ EM MÁSCARA NÃO REINALANTE (COM RESERVATÓRIO), 10 L/MIN

SOLUÇÃO DE RINGER LACTATO 500 ML, EV, EM BOLUS

TERBUTALINA (Bricanyl®) 0,25 MG/ML

TERBUTALIUNA AÇÃO

Relaxa o miométrio Aumenta a FC materna Aumenta a glicose materna Melhora a oxigenação fetal

CONTRAINDICAÇÕES

SF não decorrente de hipercinesia
DPP
Hipertiroidismo
Rotura uterina
Cardiopatia materna (arritmias, ICC)
Cardiopatia fetal arrítmica
Hipertensão arterial grave
Glaucoma
Diabete descompensado
Choque materno

EFEITOS COLATERAIS

Náuseas
Mal estar
Tremor/Cãibra muscular
Rubor facial
Sudorese
Nervosismo
Palpitações (batimento forte do coração)
Dor de cabeça
Hipotensão / Hipertensão

TERBUTALINA - ADMINISTRAÇÃO

TERBUTALINA (Bricanyl®) 0,25 mg (0,5 ml) - Subcutâneo
Monitorização materna e fetal
OU
TERBUTALINA (Bricanyl®) 0,5 mg - Endovenoso
• Monitorização materna e fetal
• Terbutalina 0,5 mg – 1 ampola
SG 5% - 19 ml
EV 3 a 5 ml, em bolus (em até 1 min)
FC materna deve manter: 100 a 120bpm
Repetir bolus quando FC materna ≤ 100bpm
Recuperação fetal entre 30 a 40 min.

SE APRESENTAÇÃO BAIXA, REALIZAR TOQUE VAGINAL COM ELEVAÇÃO DA APRESENTAÇÃO, EXCETO SE PARTO IMINENTE

ABREVIAR A FINALIZAÇÃO DO PARTO:

• Parto iminente: epsiotomia + fórcepe ou vácuo extrator
• Demais casos: cesárea