Dengue e câncer estão entre os principais temas debatidos no segundo dia da 29ª Jornada Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Saturday, 11 May 2024 14:23
Nesta sexta-feira (10), a programação do evento reuniu profissionais em prol do avanço da saúde Feminina, em Salvador (BA)

A Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) celebra o segundo dia da 29ª Jornada Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, nesta sexta-feira (10), com uma programação repleta de atividades práticas e orientadas para o fornecimento de um atendimento de excelência às pacientes dos consultórios ginecológicos, além da apresentação de debates importantes sobre temas atuais.

Entre eles, o atual cenário dos casos de dengue no Brasil foi um dos destaques do dia, com a conferência “Como enfrentar a dengue: Diretriz FEBRASGO”, mediada por Antonio Rodrigues Braga Neto e Roseli Mieko Yamamoto Nomura, membros do Grupo de Trabalho de Dengue e Gestação, e Regis Kreitchmann, presidente da CNE de Doenças Infectocontagiosas, que participaram da criação do Manual de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento da Dengue na Gestação e no Puerpério,  adotado pelo   Ministério da Saúde e OPAS.

“Esperamos ter contribuído na disseminação do conhecimento em todo o país no combate contra a dengue. Ao observarmos a incidência da doença no país, percebemos uma queda, porém é evidente que o número total de casos foi muito maior do que no ano de 2023. Ainda existem muitos territórios, principalmente no Centro-Oeste, Sudeste e Sul, que apresentam muitos casos de dengue, mantendo-se nos níveis de epidemia. O Distrito Federal é especialmente afetado, sendo o local com maior número de casos”, afirmou a Dra. Roseli.

 

 

As diretrizes definidas pela FEBRASGO para o enfrentamento da dengue em casos de dengue em gestantes e puérperas é resultado de um trabalho intenso da equipe científica, especialmente diante do número recorde de mortes por dengue em 2024, com mais de 2.197 casos confirmados e outros 2.276 ainda em investigação, conforme registrado no Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde (MS). 

“A jornada discutiu, em uma de suas mesas, a situação epidemiológica da dengue em gestantes e puérperas no Brasil. Durante esse momento, tivemos a oportunidade de apresentar o Manual de Enfrentamento à Dengue na População Obstétrica. Nele, enfatizamos a importância da orientação aos profissionais sobre o uso de repelentes, o diagnóstico precoce nas admissões, os critérios para internação e o tratamento dessa população de maior risco adverso, que enfrenta uma maior chance de morte devido à dengue”, disse o Dr. Antonio Braga.

 

Na ocasião, foi disponibilizado o QR Code, juntamente com o Manual, para os profissionais presentes. Este manual contém atualizações, informações e orientações para os profissionais que lidam com gestantes e puérperas em um momento em que o país ainda enfrenta um elevado número de casos de dengue.

ncer na mulher

Seguindo a programação do dia, o painel “Desafios de gênero na jornada do câncer na mulher: impacto e desigualdades”, coordenado pela Dra. Hilka Espírito Santo e pelo Dr. Agnaldo Lopes da Silva Filho, abordou os desafios do atendimento oncológico no Brasil e as dificuldades enfrentadas pelas mulheres brasileiras para obter seus diagnósticos e, consequentemente, seus tratamentos.

Para a coordenadora do painel, quando consideramos também as questões de gênero dentro dessa população, torna-se evidente que a luta contra a doença é ainda mais difícil para o grupo, e o debate é importante porque pode revelar áreas que precisam ser aprimoradas ao longo desse processo. “Evento como este, realizados em estados como a Bahia, que abriga uma população negra significativa e que enfrenta inúmeras dificuldades para obter diagnósticos, são momentos extremamente importantes para discutir, debater e propor possíveis mudanças nesse sistema de atendimento”, ressaltou a Dra. Hilka Espírito Santo.

Outros assuntos da programação

A agenda desta sexta-feira incluiu também discussões sobre ginecologia endócrina, liderada pelo Dr. César Eduardo Fernandes e Dr. Marcos Felipe Silva de Sá, assim como orientações sobre dúvidas comuns no consultório ginecológico, apresentadas pela Dra. Ana Carolina de Sá Rosa, e a análise sobre o uso de contracepção hormonal, com contribuições da Dra. Ilza Maria Urbano Monteiro.

A saúde sexual também esteve entre os assuntos do dia com o tema “a abordagem da queixa de baixa libido” liderado pela Dra. Fabiene Bernardes. As atualizações no tratamento da Síndrome do Ovário Policístico foram apresentadas pelo palestrante Dr. José Maria Soares. Uma sessão de casos clínicos explorou condições como miomas, adenomiose e hiperplasia endometrial, coordenada por Dr. Mariano Tamura Vieira Gomes, com a participação do Dr. Eduardo Batista Cândido.

A  assistência à gestante e puérperas também esteve em pauta com discussões sobre evidências atuais em hemorragia pós-parto, complicações durante a cesárea, incluindo extração difícil, incisões estratégicas e histerectomia, bem como atualizações sobre pré-eclâmpsia.

Premiação Científica

A jornada destacou-se pela apresentação de uma série de trabalhos científicos premiados, abrangendo diversas áreas da ginecologia e obstetrícia. Entre os destaques, foram reconhecidos estudos originais, revisões sistemáticas, relatos de casos e vídeos de técnicas cirúrgicas, cada um contribuindo significativamente para o avanço do conhecimento nessas especialidades.

Aqui estão alguns dos trabalhos premiados:

  1. ENSAIO CLÍNICO PROSPECTIVO RANDOMIZADO: LASER DE CO2 NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DA BEXIGA HIPERATIVA - AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS DO DIÁRIO MICCIONAL
  2. MELATONINA EXERCE O EFEITO MODULATÓRIO SOBRE A PROLIFERAÇÃO DE CÉLULAS TUMORAIS DE MAMA IN VITRO
  3. USO DE ANESTÉSICOS NO LOCAL DA INSERÇÃO DO TROCATER EM CIRURGIA DE HISTERECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA E SEUS EFEITOS ANALGÉSICOS NO PÓS-OPERATÓRIO: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE
  4. TUMOR DE BRENNER BENIGNO ASSOCIADO COM CISTOADENOMA MUCINOSO DE OVÁRIO: RELATO DE CASO

 

  1. UNINDO PRECISÃO E EFICIÊNCIA: HISTERECTOMIA ROBÓTICA PARA ADENOMIOSE E CORREÇÃO DE DIÁSTASE ABDOMINAL EM ACESSO ABDOMINAL ÚNICO
  2. ESPLENECTOMIA NA CITORREDUÇÃO DO CÂNCER DE OVÁRIO: RELATO DE CASO
  3. O PRÉ-NATAL DE GESTANTES ADOLESCENTES NO NORDESTE BRASILEIRO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA

“Cada um desses estudos representa uma contribuição valiosa para a prática clínica e a pesquisa na área da saúde feminina, evidenciando a qualidade e a diversidade do trabalho científico apresentado durante o evento”, coloca a presidente da29. JBGO e da FEBRASGO, dra Maria Celeste Osorio Wender.

 

Serviço do Evento:

 

Evento: 29ª Jornada Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Data: 9 a 11 de maio de 2024

Local: Salvador (BA) - Brasil

Centro de Convenções de Salvador

Av. Octávio Mangabeira, 5.490

 

Para mais informações e inscrições, visite: https://jbgo2024.com.br/


Mais conteúdos

Nota de Falecimento Shoemon Yamamoto

Nota de Falecimento Shoemon Yamamoto

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento ...
A FEBRASGO se posiciona sobre a condução do PL 1904/2024

A FEBRASGO se posiciona sobre a condução do PL 1904/2024

A FEBRASGO se posiciona sobre a condução do PL 1904/2024, ...
Joinville será líder no tratamento de emergências hipertensivas durante a gravidez

Joinville será líder no tratamento de emergências hipertensivas durante a gravidez

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Joinville promoveu ...

Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Aceitar e continuar no site