NOTA A RESPEITO DA MODIFICAÇÃO NA CNRM

Friday, 19 April 2024 13:49
A Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia vem a público manifestar repúdio em relação ao decreto presidencial 11999 de 17 de abril de 2024.
O referido decreto reduziu a representatividade médica na Comissão Nacional de Residência Médica. Tal medida é contrária à função primordial da comissão, que é eminentemente técnica.
Esperamos que haja revisão do decreto em benefício da segurança dos pacientes, da qualificação da formação dos médicos especialistas e da saúde da população brasileira.

Confira conteúdo sobre o tema, no site da AMB: https://amb.org.br/noticias/amb-e-outras-entidades-medicas-enviam-oficio-a-presidencia-da-republica-manifestando-indignacao-com-a-publicacao-do-decreto-no-11-999/
 

Mais conteúdos

Síndromes Hipertensivas da Gravidez

Síndromes Hipertensivas da Gravidez

As síndromes hipertensivas da gravidez representam a segunda principal ...

Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

Aceitar e continuar no site