Violência obstétrica é assunto na imprensa

Friday, 06 December 2019 16:18

Nesses quatro anos, o assunto “violência obstétrica”, foi explorado pela mídia em desfavor do médico obstetra.

Algumas práticas passaram a ser contestadas e taxadas de violência obstétrica. Entretanto, no Brasil, muitas situações colocadas com esta terminologia, estão relacionadas com situações de políticas públicas, como falta de vagas em maternidades no país inteiro, dificuldade de acesso a serviços de qualidade com assistência multidisciplinar, entre outras, e não estão ligadas diretamente à assistência. A posição da FEBRASGO sobre este debate foi sempre a recomendação para a aplicação de boas práticas obstétricas na assistência, todas baseadas em evidências científicas. Nestas situações de conflito estivemos sempre ao lado do médico associado.

Sobre a disponibilidade obstétrica, prática legítima não aceita pelas operadoras de saúde suplementar, foram exaustivamente discutidas, e pleiteamos junto ao Conselho Federal de Medicina durante todo o ano de 2019, a mudança de redação do parecer 39/2012, que à época de sua divulgação foi muito útil, mas agora necessita de adequação, para que o Poder Judiciário não julgue improcedentes as ações em andamento na Justiça.


Leave a comment

Mais sobre o assunto

Miomas: a importância de se discutir alternativas à histerectomia

Miomas: a importância de se discutir alternativas à histerectomia

Desafio para mulheres, em todo o mundo, mioma é um tumor ...
Congresso Highlights 2020

Congresso Highlights 2020

Com propósito de fomentar avanços contínuos e ...
Assembleia Geral das Federadas 2020 será on-line

Assembleia Geral das Federadas 2020 será on-line

A pandemia pelo novo coronavírus trouxe uma nova dinâ...
Experiência Conecta - Nova Série de Lives Febrasgo

Experiência Conecta - Nova Série de Lives Febrasgo

A Febrasgo iniciou uma série de lives visando promover ...